6 de setembro de 2016

{Resenha} Risco Calculado

RISCO CALCULADO
Título Original: Risco Calculado
Autor (a): Elaine Elesbão
Editora: Tribo das Letras
Número de Páginas: 255
Ano de Publicação: 2015
Sinopse: Quando Valentina completou doze anos, seus pais a entregaram a um padrinho para que ela pudesse receber uma boa educação e desfrutasse de uma vida melhor. Os anos se passaram e Valentina se transformou em uma bela mulher. O seu padrinho, Hugo, sempre tão atencioso, tornou-se a sua grande paixão e em seus braços ela descobriu o prazer. A questão é que Hugo Rosenthal, que utiliza o sexo como forma de demonstrar força e superioridade, sente um amor doentio por Valentina e é capaz de qualquer coisa para não perder o domínio que tem sobre ela. Determinada a conquistar a sua independência e a trilhar o seu próprio caminho, Valentina elabora um arriscado plano e foge, mas sabe que o seu passado não a deixará em paz. Conhece muito bem Hugo e os métodos que ele utiliza para conseguir o que quer e teme que o pior aconteça. Enquanto Valentina luta para chegar ao seu propósito, conhece Max, um doce e gentil veterinário, e todas as suas certezas são abaladas. Se o sexo para ela já foi jogo, armadilha, dominação, o fundo do poço... Com ele é abrigo, aconchego, paz, plenitude, lar. Risco Calculado é uma história de amor, de vários tipos de amor, mas é também uma história de ódio. E quando esses dois sentimentos se confundem ou se confrontam tudo pode acontecer...
 

Estava eu andando pela Bienal de SP quando me deparei com “Risco Calculado”. Na hora, julguei pela capa (quem nunca?) e ao ler a sinopse tive a certeza de que o levaria para casa. Então para começar a resenha, que capa incrível é essa? Parabéns à Editora Tribo das Letras pelo trabalho impecável de edição. E a história?

Valentina, uma pobre menina do interior, aos seus 12 anos de idade, é entregue por sua família aos cuidados de um “padrinho”, um rico empresário chamado Hugo. Hugo a leva para Belo Horizonte e lá contrata professores para sua alfabetização, compra as roupas mais caras, mais bonitas, a leva para diversas viagens, dando assim, uma vida de princesa a ela.
“Com o decorrer do tempo, a vontade de brincar com outras crianças foi substituída pela necessidade de estar sempre cm o nariz metido entre as páginas de um livro. Ler se tornou um hábito, um vício, uma fuga, uma necessidade.” – Trecho pg. 18
Com o passar dos anos, Valentina se torna uma moça muito bela, com um corpo escultural, e consequentemente, Hugo, 20 anos mais velho do que Valentina, começa a vê-la com outros olhos. Assim, Valentina, ainda jovem e sem muito conhecer do mundo a fora devido à privação de sair da mansão e de manter contato com outras pessoas, se apaixona por Hugo, e logo se inicia um romance.

O que Valentina não conhecia era o outro lado de Hugo, que foi se mostrando a cada dia que se passava. Um lado possessivo, obsessivo e cruel, que a sufocava dia após dia. Já adulta, Valentina vendo sua vida passar naquelas condições decide tomar um rumo diferente e foge para Brasília na tentativa de começar a vida do zero. Muda o visual, o estilo e até mesmo o nome, mas o que ela não conseguirá mudar é seu coração, e logo ela se apaixonará por Max, um homem totalmente o oposto de Hugo.


O que Valentina irá fazer daqui para frente? Como Hugo lidará toda com esta situação? Por que a família de Valentina nunca a procurou? Quais os segredos escondidos nos inúmeros cofres da mansão? Essas são algumas das dúvidas que você leitor fará no desenrolar da trama, e para saber as respostas terá de ler essa incrível obra.

Valentina é uma personagem que incorpora várias fases ao decorrer da narrativa. De menininha pobre e ingênua, para uma moça muito bela e rica, para uma mulher forte e determinada. Gostei bastante de como a autora descreve Valentina, foi uma personagem cativante. O personagem de Hugo, apesar das maldades e loucuras, também foi muito bem construído, haja vista pela raiva que eu sentia dele a cada virada de página. E Max? Muitos suspiros por este homem! Além destes personagens, eu enfatizo a construção de Dona Teresa, uma cozinheira da mansão, que terá papel fundamental na trama.
“Já fui ingênua, já fui doce, já fui crédula, mas hoje sou o resultado das escolhas que fizeram por mim. E as escolhas não foram boas, vou logo advertindo.” – Trecho pg. 7
A narrativa é na primeira pessoa, e os capítulos são alternados entre o presente e lembranças de Valentina da sua infância e adolescência. O estilo da narrativa é hot, mas há drama e romance envolvido. As cenas hot são muito bem escritas (sabemos que há autores que se empolgam demais e exageram nos fatos), aqui não é o caso. Saliento, que algumas destas cenas são um pouco perturbadoras, não pela escrita, mas pela forma que ocorrem.

Cada página que eu conhecia mais sobre a história de Valentina, mais eu ansiava para saber sobre seu desfecho, mais eu esperava um final bem cruel para Hugo, e mais eu suspirava por Max. Quase enfartei ao ler o epílogo, também narrado por Valentina, e na hora pensei: Como a autora conseguiu juntar cada pedacinho dos mistérios e dar um fim tão brilhante à obra!?!
“Algumas vezes fico na dúvida sobre o que de verdade me motiva. Amor ou ódio? Amor e ódio?” – Trecho pg. 145
Creio que o chamativo deste drama é pensar que há uma veracidade dos fatos nas inúmeras histórias de mulheres pelo mundo a fora que passam por uma situação parecida com esta. Além deste livro, a autora escreveu uma trilogia, “A Escalada de Eva” e após a leitura de “Risco Calculado” não vejo a hora de conhecer mais sobre o trabalho maravilhoso desta autora!


6 comentários:

  1. Que resenha maravilhosa, o livro já me chamou uma super atenção apenas com a capa, depois de ler sua opinião fiquei ainda mais curiosa. ♥

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  2. Esse livro faz parte da minha lista e eu morro de curiosidade de ler ele. Li a sinopse e achei toda essa história muito polêmica, mas depois de ler a sua resenha eu decidi colocar ele no topo da lista de comprinhas hehe
    Beijos
    BlogCarolNM
    FanPage

    ResponderExcluir
  3. Amei a resenha, não conhecia esse livro e já fiquei com vontade de ler. Amo livros nacionais e ainda mais o que vai ter como cenário minha cidade rs
    beijos
    http://lolamantovani.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Hmmm esse é o tipo de livro que ão me chama muito a atenção. Mas a tua resenha sobre ele ficou muuuito boa e eu adorei :)

    Beijo lindona !

    | O Blog Que Não é Blog |

    | Instagram: @aquelenaoblog |

    | Julinha e os Vídeos - Canal do Youtube |

    ResponderExcluir
  5. Oiii

    Nunca tinha escutado falar desse livro, mas pela resenha dá pra notar o quanto vc gostou e essa pontuação 5 estrelas me deixa curiosa pra conferir a leitura. A capa é maravilhosa, lindissima.

    Beijos

    unbloglitteraire.blogspot.com.ar

    ResponderExcluir